OPINIÃO

Deus e o social, do jeito que entendo

Temos muito medo e vivemos por ele. Deus, para nós é uma figura altíssima e abstrata. Por mais que tentemos, jamais conseguimos entender realmente como Deus é e muito menos como Ele age. Somos pequenos demais, para ter uma noção mesmo vaga de quem é Ele, qual seu propósito e direcionamento para suas criações.

O que temos são conjecturas humanas burlescas e insanas de Deus. Nomeamos um Deus amoroso, mas que pune, mata, causa dores atrozes, aleija para cobrar danos e por ai vai as crendices… Eu não acredito nesse Deus que fala o povo.

Desde que os homens inventaram a convivência em comunidade e a sociedade se instalou como modelo para todos os civilizados, que aprendemos um monte de “verdades”, tidas como absolutas pelos religiosos, sobre Deus e o que Ele requer de nós. Para não ficarmos fora da comunidade que nascemos ou escolhemos, decidimos aceitar de olhos fechados os dogmas religiosos e sociais, simplesmente para não ficarmos de fora da matilha.

O tal Deus da Bíblia, para mim, não condiz com a realidade que vejo no mundo. Falta esclarecimentos acerca Dele. E nós nunca teremos, sabe porque? De acordo com o que eu decidi acreditar, estamos muito fora da real verdade. E como ninguém a tem mesmo, decidi crer na minha verdade.

Para mim, Deus nos colocou aqui com certo grau de independência, não o livre arbítrio, porque existem Leis universais que não podem ser burladas e nem ignoradas por nenhum de nós. Livre arbítrio é a possibilidade que temos de decidir por nós mesmos, escolhermos o que queremos em função da nossa vontade particular sem responder a qualquer tipo de condicionamento vigente. Analisa se de verdade nós temos mesmo livre arbítrio. Claro que não temos. Só podemos fazer aquilo que estamos preparados e liberados para fazer. Isso é condicionamento social. A sociedade não perdoa quem sai fora do comum.

Em nosso planeta Ele colocou um espírito responsável para atender aos nossos apelos e nos responder de acordo com o que Ele determinou para nós. Acho até que pode ter colocado espíritos responsáveis por cada país, de forma a facilitar cada atendimento. Embora eu acredite que isso não seja necessário. Ele colocou alguém pra tomar conta de nós apenas porque somos muito primitivos para conseguir esperar o tempo certo de cada coisa.

Somos orgulhosos, vaidosos e egoístas, e muitos de nós acredita que Ele colocou um anjo da guarda para proteger a cada um de nós, para cuidar que andemos na linha. Mas, ao mesmo tempo, esse “anjo” (pode ser qualquer coisa, dependendo da crença religiosa) não pode se intrometer, só dar sugestões mentais em forma de sexto sentido ou intuição. Já avaliou que esse comportamento é exatamente a forma como fazemos com as crianças? E nós nos julgamos adultos independentes. Para que um anjo vai ficar nos acompanhando a vida toda cerceando nossas atitudes, se temos livre arbítrio? Cadê a tão falada liberdade?

Não aguentamos a ideia de que podemos ter sido colocados aqui para evoluir sem intervenção. Já pensou que, podemos estar nos acabando por conta própria? E que esse afundamento social é fruto do nosso orgulho, vaidade e egoísmo, que nos faz culpar outros pelos nossos deslizes?

Deus, é Tudo. Ele continua criando, porque Ele pode trabalhar eternamente na criação. Então, ficamos nessa de individualismo, analisando tudo a luz da razão e do conhecimento, que não temos, já que tudo é conjectura e, vamos dando respostas estranhas às perguntas fáceis do dia a dia de nós mesmos.

Nós complicamos tudo. A resposta sempre é uma só: AMOR. E enquanto não entendermos que estamos nesse mundo pra amar, nada fará sentido, nenhuma pergunta terá resposta satisfatória e como disse Salomão: “Tudo é vaidade e um esforço para alcançar o vento”.

Para que buscar respostas sobre o que vai acontecer depois da morte? Perdemos tempo demais no depois e, não vivemos o agora, não amamos o suficiente para poder partir em paz.

Tem espíritos vagando por ai, procurando ajuda, em sofrimento? Não tenho certeza, às vezes tenho certeza que sim, outras penso que não. Mas se tem, deve ser aqueles que não praticaram amor suficiente, que talvez tenham sido egoístas, orgulhosos, vaidosos, como somos todos nós nesse planeta, agora.

Então somos todos propensos a sermos espíritos vagantes no futuro? Não sei. ninguém sabe. Só Deus e seus assistentes sabem, e eles não contam, para que possamos assim, trilhar nosso caminho da melhor forma possível.

Essa coisa de espírito é religião do Diabo. Nós, cremos em Cristo e estamos esperando a volta dele para nos arrebatar para o Céu. Para nós, basta acreditar na salvação pelo sacrifício de Jesus. Nossa! Que facinho! E então, aqueles povos que não conheceram a Jesus, que acham que ele é um mito, que pensam que Jesus é uma criação do ocidente, que acreditam que a Bíblia é apenas mais um livro, estão todos condenados? Que Deus é esse, que condena sem julgamento todos que não aceitarem apenas uma única verdade professada? Então, apenas uma parcela pequena de crentes vai para o céu? Que amor divino é esse? A conversa fica afiada e perde o freio. Chega disso! Acredito em Buda! Eu em Maomé! Claro que é Krishna! Eu tenho razão!!!

Bom, cada um acha que tem razão e que sua crença é a certa. Orgulhosos, vaidosos e egoístas que somos, não damos o braço a torcer. Sempre, é o outro que está errado e a crença dele não tem fundamento verdadeiro. Eles serão destruídos. Eu e meus irmãos vamos pro céu. Mas, e que é seu irmão? Jesus não disse que nem todo aquele que disser “Senhor, senhor” entrará no Reino dos céus? O que você está fazendo de si?

Para o mundo que eu quero voar, descer não, subir. Por que o Verdadeiro Deus ia ficar se preocupando com essas minúcias de nossa vida? Precisamos crescer. Só precisamos de amor!

Vamos nascer, crescer, envelhecer, morrer e voltar aqui, até aprender que só o AMOR constrói, que enquanto tivermos ausência de amor, vamos sofrer. E não adianta ficar dizendo que somos bons, que damos esmola, que amamos, precisamos provar que realmente somos amorosos.

O princípio do amor está em casa. É dentro dela que fica mais difícil conviver diariamente com a ausência de humildade, desprendimento, e caridade. E é dentro dela que precisamos exercitar os antônimos da vaidade, orgulho e egoísmo.

E Deus, onde entra nisso? AMOR. Deus é amor. Quem não ama não conhece a Deus! Absolutamente nada nesse mundo funcionará direito sem amor.

Entendeu ou quer que desenhe?

Por exemplo, Não acredito que a água está acabando, porque a criação divina é perfeita e Deus sabe todas as coisas. Ele não deixaria que a água acabasse para que todos morressem de sede. Ah, para, esse assunto é para uma outra ocasião. Mudemos o rumo da prosa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s