OPINIÃO

ABORTO UM ASSASSINATO A SANGUE QUENTE

CRIME DE ABORTO, foi “resolvido” numa decisão favorável e recente do Supremo Tribunal Federal. Essa decisão causou rebuliço nas redes sociais, com cada lado defendendo seu ponto de vista.

Não podia deixar de me intrometer porque sou mulher, professora e por questões morais. E além do mais, já vou dizendo que não serei imparcial, nem omissa. Não vou discutir a Constituição, nem os art. 124 a 126 do Código Penal., mas como todo mundo, tenho direito a falar o que penso.

Para mim, a questão do aborto sempre será controversa mas, apenas porque ao ser humano falta amor. Quando se fala em direitos fundamentais da mulher, fala-se de amor ou da falta dele.

É obvio, que a questão do aborto perpassa pela religiosidade, pela legislação, por ideologias, bem como por diversos fatores que devem ser levados em conta, tais como a dignidade, a liberdade e a própria saúde. Não para ai.

Mas, contudo, deve-se ter em mente que todos têm direito à vida, inclusive o feto. E como este não tem como defender a própria causa, há que se ter alguém que o faça. E acredito que deveria ser a própria mãe, quem deveria fazê-lo de fato. E é justamente esse ser que a poesia engrandece, que tem um dia especial dedicado a ela, quem decidirá exterminá-lo, sem piedade.

Tudo bem pra você essa decisão? Claro, num foi com você, sua mãe não te matou. Você está ai forte, comendo e bebendo.

Então, o que conta pra você? O direito da mulher de decidir o que fazer do próprio corpo? Seu direito de ter autonomia? Seus direitos sexuais? Enfim, o que vale mais?

Tudo deve ser levado em conta quando envolve o direito de decidir uma vida? Claro, que sim. Aqui, discuto os direitos de alguém que ainda não tem nada garantido, porque depende de um útero e da dona dele para ter o benefício de respirar aqui fora algum dia.

O feto não tem autonomia, nem integridade física, nem direito sexual, nem igualdade de gênero, nada. Não tem nada, se não tiver a vida garantida. E essa garantia, somente uma pessoa pode dar: a mãe dele. E se essa pessoa, que deveria ser sua defensora, passa a acreditar que pode se desfazer dele, porque não pensou nas consequências antes de fazê-lo, em que mundo nós estamos?

Ah, mas as mulheres pobres, que sofrem aborto e morrem por causa dele? E as ricas que vão em clínicas luxuosas e saem impunes? Que raio de impunidade é essa, se a mulher que aborta leva para a vida toda esse ato fatídico? As que morrem no ato, morreram, nem vou entrar na questão religiosa, moral ou legal disso aqui agora.

O assassinato do bebê no útero não é justo. Precisamos educar os jovens e esclarecer as complicações oriundas de um aborto. É papel de todos atuarem no sentido de não aceitar que o aborto seja a solução para uma hora de prazer malsucedida.

Não estamos discutindo a (des)criminalização do procedimento perante a Lei. Isso já é fato. Discutimos que, não se pode usar da Lei, para perpetuar assassinatos a sangue frio de alguém que não pode se defender sozinho.

O Estado, a sociedade, a escola, todo mundo tem de tomar providências no sentido de educar e assistir às pessoas para que não fiquem com esta certeza absurda de que se não querem o bebê, põe-no para fora, porque pode, a Lei garante que pode fazê-lo e ponto final.

Vai achando que com a Legislação permitindo, quem é pobre vai achar clínica de aborto em cada esquina, para retirar seu filho indesejado, fruto de uma hora de calor nas partes baixas. Quem é pobre, vai continuar se ferrando nas clínicas de meia pataca, porque o SUS vai continuar sendo  que é, um grande (…) e não vai conseguir atender à demanda de bota fora de bebês indesejados, mal amados, enjeitados e sei lá mais o que.

A mulher só se emancipou nos próprios sonhos. Lá no fundo, ela ainda se vê arrastada pelos cabelos e levada para a caverna da ilusão. Não comemorem essas penas de morte assinadas pelo “rei”. Esperem, porque verão o desenrolar disso, porquanto tudo nesse pais, só pagando e bem.

Foco, força e fé!!!

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s