OPINIÃO

É FELIZ NO SEU EMPREGO?

Ser ou não ser feliz no emprego, eis a questão cada vez mais discutida atualmente. Se você está feliz no trabalho agradeça, porque está fazendo parte de uma minoria. A maioria das pessoas com quem conversaei ultimamente consideram seus empregos não satisfatórios, não oferecendo o que desejam de um trabalho. A desmotivação com o trabalho exercido atinge desde trabalhadores de setores não-qualificados até os altos escalões. Então, quando se sentir triste porque seu emprego não é o que esperava, fique tranqüilo, porque não está sozinho neste barco.

A falta de satisfação no trabalho é uma discussão séria e que está chamando a atenção de diretores de grandes companhias, interessados em ter funcionários qualificados e felizes, para que possam produzir cada vez mais. Funcionário infeliz influi na quantidade e na qualidade da produção, e por tabela, nos lucros. Não gostar do emprego provoca atrasos, apatia, indiferença e até sabotagem, em alguns casos. O pior dos sintomas da insatisfação é o absenteísmo. Para justificar o absenteísmo podemos
dizer que o empregado faltou ao trabalho quando deveria estar presente, sem
consideramos a razão. Faltou porque esteve na farra até altas horas, porque bebeu demais ou fez uso de drogas, ou porque estava fazendo frio e a cama estava quentinha (embora não seja este o argumento que vá usar para justificar a falta), discussões com o chefe ou com familiares, etc. É difícil prever a taxa de absenteísmo no trabalho, depende do dia e das circunstâncias pelas quais o empregado não aparece para  trabalhar. Mas uma média é certa, basta observar: segunda e sexta, são os dias em que
normalmente á mais faltas. Quem falta mais? Geralmente os jovens até 25 anos e as mulheres de modo geral. E os trabalhadores braçais estão no topo da linha de absenteísmo, mas do que o dobro de falta do cargo de gerência pra cima. O excesso de  falta faz co quem as empresas tenham de contratar mais trabalhadores, para suprir os faltosos e a conseqüência disto é o salário mais baixo.

Se o emprego não está agradando porque a pessoa não procura outro? Vai ver que ela considera que está tudo igual, diria você. Falta oportunidade de progressão nas carreiras. A resposta é que ao ser contratado para tal cargo, a não ser que tenha um QI (quem indica) não consegue melhorar no emprego. São sempre as mesmas pessoas que conseguem um lugar ao sol, os outros são negligenciados em seus sentimentos, desejos e ambições. Sem contar a pressão que os trabalhadores sofrem para trabalhar cada vez mais e melhor.

Infelizmente, várias empresas se esquecem de que é preciso gastar tempo com a idéia de que a satisfação do trabalhador é essencial ao aumento da produtividade. Mas, nem todo o problema do funcionário é culpa do diretor ou gerente. Podemos culpar a redução e até a falta de ética no trabalho. Acabou-se o tempo da dignidade e do trabalho honesto, a sensação de dever cumprido, realização por ter participado na produção de algo digno. Vemos cada vez mais consideração pelo trabalho desonesto. Muitos não querem um trabalho, só um emprego. Sem contar que podem trabalhar por um ano e depois ficarem seis meses aproveitando-se de um parco seguro desemprego.

Acorde! De que forma poderá ficar satisfeito com seu trabalho? Primeiro por entender que quando aceitou o emprego, aceitou as responsabilidades advindas dele e que deve cumpri-las. Se fizer de outra forma, você está sendo desonesto. Não está satisfeito? Saia do emprego e busque outro que lhe dê satisfação. É muito melhor do que sacanear com seu serviço, e ser infeliz.

Não se acha capaz de arrumar outro emprego? Têm medo de que dê tudo errado? Então se esforce para se dar bem no que tem. A sua felicidade depende mais de você do que da influência de qualquer outra pessoa. Mesmo se seu emprego não te oferecer nenhum desafio ou responsabilidade, não precisa fazer com que ele seja um martírio para você e
para os outros. Considere seu emprego uma escada que te levará a alcançar um
objetivo maior no futuro, um modo de obter experiência. Se mesmo assim, não for
capaz de fazer nada para tornar seu trabalho mais interessante, satisfatório e
recompensador, pode empenhar-se em tornar seu aprendizado mais rico e pleno. Ninguém é tão insensato que não possa ensinar nada e nem tão inteligente que não tenha mais nada a aprender.

Eu trabalho num local ótimo. Tem problemas? Claro que tem. Mas eu me propus a crescer apesar de tudo, e é isto que estou fazendo.

Fui!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s