OPINIÃO

VOCÊ PODE ME OUVIR?

Você consegue ser rápido para ouvir, devagar para falar e mais lento ainda para demonstrar a raiva? Difícil não é mesmo? Eu sei! Também tenho dificuldade em seguir estes princípios. A verdade é que quem consegue acatá-los evita muita amargura. Ouvir e escutar são palavras distintas quando se trata de comunicar algo a alguém. Ouvir é entender, perceber pelo sentido do ouvido enquanto escutar é prestar atenção para ouvir; dar atenção a alguém.

Passei toda a minha infância com uma boa ouvinte, minha mãe, pessoa amorosa, humilde, compreensiva e muito generosa. Mas por ela ser desta forma, eu talvez devesse ter me tornado igual, mas, não foi bem assim. Eu não sou boa ouvinte sempre. Muitas vezes eu escuto, mas dependendo do caso apenas ouço, e outras tantas, nem ouvir consigo. Oposto de minha mãe, eu adoro falar sobre o que faço, falar em público, e ser reconhecida, falo bem mais do que ouço. Hoje, entrando na terceira idade, me dou conta de que minha mãe é que está certa. Relembro o que ela falava, os assuntos sobre o quais nunca dei muita atenção, e então chego a mesma conclusão: ela sempre esteve certa em ouvir mais do que falar.

E você? Como escuta? Em seu trabalho, como você ouve as palavras de seus superiores? Consegue prestar verdadeira atenção as informações que lhe são passadas? Compreende o sentido das discussões e aplica a seus objetivos? Acredito que não é muito fácil. Por outro lado, talvez você seja o chefe, ou tenha um cargo no alto escalão, sendo assim, como escuta os subordinados?  Como se comporta  quando alguém sob suas ordens lhe sugere alguma idéia, lhe conta um problema ou lhe faz um pedido?  Seu primeiro impulso é não atender a pessoa? Então acha que a pessoa não merece sua consideração e a repele? Ridiculariza a idéia da pessoa? Talvez sua norma seja sempre dar um não como resposta? Nunca é acessível para uma conversa? Se sua resposta tiver sido positiva a uma destas perguntas, sei não, talvez você precise voltar à escola de boas maneiras e, vai me desculpar, mas você não tem aptidão para o cargo. Em vez de líder , você é apenas o chefe.

Está bem, você se acha acima de qualquer repreensão? Mas não sou eu que afirmo, é seu comportamento intransigente que o acusa. Independente do que a pessoa deseje de você, mesmo ela estando completamente errada do seu ponto de vista, na sugestão oferecida, no problema ou no pedido, ao repeli-lo sem ao menos escutar e tentar entender seu ponto de vista e os prós e os contras da questão que ela levanta,
certamente não estará sendo bom ouvinte e nem sendo correto. Provavelmente a pessoa pensará que está completamente certa e que você é um tremendo de um
incompetente. Além de que, com este comportamento de dono da razão, você criará
animosidade e má fama entre os subordinados e poderá dar início a rumores sobre
como trata de forma desatenciosa os funcionários. Será o chefe que não ouve e
as pessoas hesitarão em se achegar a você em outra ocasião com outro assunto no
futuro.

Ser o chefe não é fácil, e saber ouvir é muito importante, pois poderá impedi-lo de cometer sérios enganos. Exceto Deus, todos nós precisamos de conselhos, de ouvir uma palestra vez ou outra, e procurar ajuda sobre um assunto do qual não somos versados. Alguém sempre tem um ponto de vista diferente, uma nova idéia. Escutar um problema ou pedido, examinando-o cabalmente de todos os lados, poderá evitar problemas muito maiores no futuro e até ter uma idéia nova para um problema velho. Ouvir um subalterno, conceder-lhe o benefício de estudar seu pedido ou conselho, demonstra que está concedendo a ele dignidade. Não é por ser superior em cargo que deve considerar o subordinado como menos do que você. Todos merecem respeitosa consideração.

Contudo, é muito importante usar de ponderação ao escutar e tentar resolver quanto ao conselho ou pedido dos outros.  É preciso ter cuidado com quem está escutando e buscando orientação. Sempre é preferível buscar apoio em quem tem experiência e sólidos princípios relacionados ao assunto de que precisa ser orientado. Escutar as pessoas erradas pode trazer sua derrocada. Um professor do meu curso de pós-graduação contou que antes de lançar o notebook o criador dele ofereceu o projeto ao seu chefe que respondeu: pegue seu projeto e crie você mesmo, no mundo todo você não vai achar nem cem pessoas que queiram uma coisa dessas. Fico imaginando se este chefe viveu o suficiente para ver o sucesso do computador portátil.  Certamente o rapaz não ouviu o conselho do péssimo chefe. Não importa quem sejam as pessoas a lhe dar conselhos, utilize seu controle de qualidade chamado coração, e procure o conselho que lhe será útil. E quando perceber que alguém se aproximou de você com sinceridade, quer para pedir, quer para dar-lhe um conselho, nunca deixe de apresentar duas excelentes qualidades de um bom líder, humildade e consideração. Escute com atenção, ouça o outro com o coração.

Espero que tenha bons ouvidos para ouvir meus simples conselho.

Luz, paz e bençãos para sua vida! Fui!

Anúncios

Um pensamento sobre “VOCÊ PODE ME OUVIR?

  1. Gostei muito do texto. Sou péssima ouvinte além de ter uma séria compulsão para a mentira. Gostaria muito da sua opinião sobre a mentira compulsiva. Será que eu tenho como resolver minha situação sobre ser mentirosa? Obrigada e parabéns pelo blog.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s